Paris

    DESCUBRA COMO CENTENAS DE BRUXAS E BRUXOS FORAM AJUDADAS A ENCONTRAR SEU CAMINHO NA BRUXARIA MODERNA

    A BÍBLIA DA FEITIÇARIA

     

    A feitiçaria moderna, na Europa e nos EUA, é um fato. Ela não é mais uma relíquia
    subterrânea da qual a camada restante, e até mesmo a própria existência, é acirradamente
    disputada pelos antropologistas. Ela não é mais o passatempo bizarro de um punhado de
    excêntricos. Ela é a prática religiosa ativa de um número substancial de pessoas. Sobre o
    quão grande é este número não existe certeza, porque a Wicca, além do coven individual,
    não é uma religião hierarquicamente organizada. Onde organizações formais de fato
    existem, como nos Estados Unidos, isto se aplica à razões legais e tributárias, não para
    uniformidade dogmática ou o número de membros. Porém os números são, por exemplo,
    suficientes para manter uma variedade de periódicos ativos e para justificar a publicação de
    um corpo literário sempre crescente, em ambos os lados do Atlântico; portanto uma
    estimativa razoável seria a de que os adeptos da Wicca em atividade chegam agora à
    dezenas de milhares, no mínimo. E toda evidência sugere que o número está crescendo com
    regularidade.
    A Wicca é ao mesmo tempo uma religião e uma Arte – aspectos que Margaret Murray
    distinguiu como “uma feitiçaria (Arte) ritual” e “feitiçaria operativa”. Como uma religião –
    tal como em qualquer outra religião, seu propósito é colocar o indivíduo e o grupo em
    harmonia com o princípio criativo Divino do Cosmos, e suas manifestações, em todos os
    níveis. Como uma Arte, seu propósito é atingir fins práticos por meios psíquicos, para
    propósitos bons, úteis e de cura. Em ambos os aspectos, as características distintas da
    Wicca são a sua atitude orientada na Natureza, sua autonomia em pequenos grupos sem
    qualquer vazio entre o sacerdotado e a “congregação”, e sua filosofia de polaridade criativa
    em todos os níveis, desde Deusa e Deus até Sacerdotiza e Sacerdote.
    Este livro está relacionado ao primeiro aspecto – Wicca como uma religião, ritualmente
    expressada.
    As feiticeiras, como um todo, gostam de ritual – e elas (*) são pessoas naturalmente
    alegres. Como os adoradores de outras religiões, elas crêem que o ritual apropriado as eleva
    e enriquece. Mas seus rituais tendem à ser mais variados do que em outros credos, variando
    desde o formal até o espontâneo e também diferenciando de coven para coven, segundo
    suas preferências individuais e as escolas de pensamento (Gardneriana, Alexandrina,
    ‘Tradicional’, Celta, Dianica, Saxônica, e daí para frente) nas quais eles se basearam.
    (* Sendo a Tradição Mágica essencialmente feminina, eu traduzi Witch/es como
    Feiticeira/s, apesar de que uma tradução “normal” seria no masculino devido ao costume
    imposto pela sociedade em se dar preferência à este gênero ao se referir à coletividade
    humana).
    Mas ao passo que o reavivamento Wicca do século vinte amadurece (e em muitos covens
    passa para sua Segunda geração), a animosidade entre escolas que frustrava seus primeiros
    anos tem diminuído considerávelmente. Os dogmáticos ainda se criticam entre si nos
    periódicos – mas seu dogmatismo é condenado de forma crescente por outros
    correspondentes como sendo inútilmente separatista; e a maioria dos covens comuns está
    simplesmente entediada com isso. Os anos lhes tem ensinado que seus próprios caminhos
    funcionam – e se (como nosso próprio coven) eles tem amigos de outros caminhos, estes
    também vieram à compreender que aqueles caminhos também funcionam.
    Desta maior tolerância mútua surgiu um entendimento mais amplo da base comum da
    Wicca, seu espírito essencial que pouco tem à ver com os detalhes da forma. Também, com
    a troca de idéias através da palavra escrita e através do contacto pessoal mais aberto, há um
    corpo crescente de tradição compartilhada do qual todos podem usufruir.

    Tamanho: 1,35 MB



    Paris

    QUE TAL APRENDER A SE MAQUIAR DE ACORDO COM O SEU SIGNO ?






    Curso Online Marmitas Saudáveis
    Para você ter uma vida mais saudável
    Não se alimenta de forma correta;
    Trabalha em uma rotina pesada durante a semana;
    Não consegue pagar suas contas;
    Não ganha o valor que gostaria;
    Não consegue dar uma vida melhor à sua família;
    Não sabe o que fazer para mudar essa situação;
    Vive apertada com as contas;
    Gostaria de ter mais tempo livre;
    Gostaria de trabalhar mais próximo dos seus filhos;
    Está cansada de não ser valorizada no trabalho atual.