Relacionamentos cármicos

    Os relacionamentos cármicos carregam fortes emoções. Diferente do relacionamento amoroso com a sua alma gêmea, que é sereno, calmo e duradouro, ele é intenso, avassalador, dramático e pesado. Não é um tipo de relacionamento que traz paz. Ele é marcado por ciúmes, abusos de poder, medo, manipulação, controle e dependência. Muitas vezes pode ter fins muito trágicos. Como por exemplo, uma mulher que é muito ciumenta e quer controlar seu parceiro de todas as formas. Ela não confia no seu companheiro, não proporciona liberdade para ele ter sua vida individual e desconfia sempre, mesmo não tendo motivos reais. O homem, mesmo gostando de sua companheira, resolve abandoná-la, por se sentir sufocado. Então, ela não consegue desapegar, não aceita a situação e acaba cometendo suicídio.

    Ele se sente culpado para o resto de sua vida e nunca mais consegue viver outro relacionamento feliz. As emoções que devem ser curadas neste caso são o sentimento de posse da mulher, que não é saudável em nenhum relacionamento e, no caso do homem, o abandono do sentimento de culpa. Cada pessoa é responsável por seus próprios conflitos e ações. A base de um bom relacionamento é cada um ser livre, sentir-se bem consigo mesmo e não ter sentimento de posse. Se você estiver bem resolvido e ainda assim desejar se relacionar com outra pessoa, você pode ter encontrado o amor verdadeiro.