Magia Psíquica - Defesa Energética

    Magia Psíquica - Defesa Energética

    "O melhor ataque é uma boa defesa", assim deveria ser o pensamento de todo bruxo. Saber se defender é extremamente importante no processo evolutivo. Então vamos aprender sobre defesa energética, tanto para nosso dia a dia quanto para cada uma de nossas atividades mágicas. Os conhecimentos que vamos abranger são relativos as técnicas básicas de aterramento (grounding), centramento (centering) e escudos (shielding).

    Aqui a palavra "básica"é usada no sentido mais de "fundamental" do que de nível de complexidade, já que as técnicas e visualizações vão se tornando mais e mais eficazes a medida que o praticante têm mais experiência e habilidade mágica.

    Independente de praticarmos artes mágicas ou não, todos temos momentos na vida em que precisamos de foco e concentração: uma entrevista de emprego, uma apresentação importante, prestando um concurso ou exame, ou uma conversa séria sobre algum assunto delicado. Se prestarmos atenção, cada um tem seus métodos e pequenos rituais –às vezes aliados a preces e objetos de sorte – de se preparar para esses momentos, para atingir essa concentração necessária, evitando que algo externo nos faça perder o foco.

    Desde o primeiro momento em que somos apresentados às primeiras técnicas para a magia ou meditação, fica claro o quanto os instantes preparatórios fazem toda a diferença para a qualidade do trabalho ou da experiência que vem a seguir. Quem nunca ouviu uma sacerdotisa ou um facilitador pedindo para "fechar os olhos e respirar devagar e profundamente"? Essa é uma técnica de aterramento e centramento, pois nos ancora de volta no corpo, nos trazendo ao instante presente e acalmando a nossa energia, deixando de lado todas as vibrações mentais e caóticas que não têm lugar ali.

    Essas técnicas são preparatórias para meditação, trabalhos de cura, leituras oraculares, trabalho com pêndulo, psicometria, rituais e feitiços. E também são muito úteis na nossa vida mundana, ótimas para utilizarmos quando estamos nos sentindo esquisitos em algum ambiente, quando estamos nervosos (alguém disse TPM?), em contato com muita gente estressada (fila de banco, ônibus lotado) ou como ajuda para manter concentração e foco antes de alguma atividade que exija nossa melhor performance.

    ATERRAMENTO –ÂNCORA- GROUNDING

    É a ativação do nosso "fio terra", para que nossos corpos físicos e energéticos se mantenham estabilizados durante nossas atividades e para ajudar a processarmos as vivências astrais, retornando ao nosso corpo físico com harmonia e liberando para a terra o excesso de correntes que podem inclusive ser nocivas para nosso sistema. Em alguns casos, também pode ser visto como um partilhar, uma oferenda desse "boost" extra de energia que passamos para o local onde estamos ou o planeta.

    Quando envolvidos em trabalhos espirituais podemos sofrer uma série de desconfortos físicos ou energéticos, como tontura, cabeça pesada, ficar zonzo, aéreo, desorientado, confuso, sentindo certas partes do corpo mais pesadas do que as outras, sofrer alteração de temperatura, entre outros. Essas técnicas equilibram o corpo, fazendo com que a gente se sinta mais seguro, firme, alinhado e apoiado pelo universo.

    Vivemos em um corpo físico em um mundo físico, isso é uma riqueza! Fazer um "aterramento" firma nossa presença no corpo e no momento presente, para que outros corpos sutis possam alçar voo sem correr riscos.

    Esse sentimento de estabilidade vem da nossa conexão com a Terra e o chão. Se não estivermos aterrados, é fácil girar fora do eixo, entrando em processos de hiperatividade e perdendo quantidades imensas de energia além de permitir que vibrações ou entidades indesejadas façam uso da nossa falta de cuidado com nós mesmos.

    O trabalho espiritual deve ter como objetivo que nos sintamos bem, caso estejamos nos sentindo mal, ou esquisitos, estamos vazando energia ou lidando com uma sobrecarga para a qual não estamos preparados.

    Algumas técnicas

    Conectar-se com o mundo tangível do corpo e da realidade concreta imediatamente faz esse "fio terra".

    Respiração diafragmática. Respiração 4 X 4 (inspira, segura, expira, segura – cada um em quatro tempos). Deitar de barriga na terra. Tocar o chão. Segurar alguma pedra na mão. Fazer tarefas bem mundanas como lavar louça, cortar grama, cozinhar, limpar a casa (muitos ritualistas sentem necessidade de fazer algo assim depois de facilitar um trabalho poderoso). Segurar uma turmalina. Comer chocolate (olha que desculpa incrível para ter sempre um bombom na bolsa, não é mesmo!). Comer – nada como essa atividade prazerosa para nos jogar de volta ao corpo na hora. Visualizar suas raízes penetrando e se firmando na terra, buscando energia estável do solo e passando para a terra energias confusas ou excessivas.

    Exercício Corda Âncora

    Sente-se bem aprumado em uma cadeira, com os pés tocando o chão e a coluna reta. Respire devagar e profundamente. Respiração diafragmática. Feche os olhos e imagine uma bola de luz verde girando de uns 10 a 15 cm de diâmetro, no seu chakra cardíaco. Deixe que um tentáculo, um fio de luz, desça suavemente pelo seu corpo e passando para as profundezas da Terra até o centro do planeta, formando uma corda âncora para você. Permita que a ponta do fio se funda com o centro da Terra e se firme. Puxe um pouco dessa energia de volta até seu peito e enrole a energia, conectando-a ao seu quarto chakra – o cardíaco. (ela vai fazer um tipo de "clique" quando se ajustar ali). Verifique se a corda está bem conectada ao chakra e que não haja nenhuma obstrução ou rompimento entre seu centro e o centro da Terra. Faça com que a energia da corda no seu peito se amplie para a largura dos ombros, ou até mais larga de estiver planejando limpar a aura. Dê permissão a seu corpo para se livrar de qualquer energia em excesso ou desnecessária através dessa corda. Mande para baixo, liberando na Terra e vendo essa energia ser absorvida ou transmutada no coração do planeta mãe. Lembre-se que de agora em diante, sua âncora vai continuar operando, ajustando seu corpo na frequência planetária e sempre permitindo que seu corpo libere energias desnecessárias ou em desacordo através da sua vontade.Quando terminar, toque com as mãos no chão ou em algum objeto sólido para se reconectar com a superfície e o seu corpo, inspire profundamente, então levante e alongue-se.

    CENTRAMENTO - centering

    O centramento acontece em geral junto ou ao mesmo tempo em que iniciamos o processo de aterramento através das visualizações ou da respiração.É a sensação de estarmos completos, dentro do nosso corpo, presentes por inteiro no local e na situação onde estamos. A mente está tranquila e nos sentimos focados, serenos. Para um exemplo oposto disso, é só falar com alguém que acaba de tentar fazer uma reclamação para sua companhia telefônica. Depois de tratar com qualquer atendente, dificilmente qualquer um de nós consegue permanecer centrado. Por isso, o centramento tem usos muito práticos também no dia a dia.

    Essa presença conectada com o interior do corpo e o próprio self acontece naturalmente quando nos conectamos e movemos nossa consciência para o centro físico na barriga ou no plexo solar. Alguém treinado precisa às vezes apenas tomar consciência de seu umbigo, e o centramento acontece. Um exemplo de centramento confiante é a modelo na passarela, essa consciência corporal absoluta é o que permite que ela projete seu senso de self para fora.

    O centramento nos dá autoconfiança, assertividade, firmeza e paz interior.

    Experimente diferentes técnicas e veja o que funciona melhor para você, ou faça uma atrás da outra se a situação exigir!

    Meditação da árvore cósmica

    Esta meditação éótima e ajuda também aqueles que não sabem como ancorar e centrar sua energia com propriedade.

    Feche os olhos relaxe o corpo e inspire em quatro tempos. Segure por quatro. Expire devagar, também em quatro tempos. Segure os pulmões vazios por outros quatro. Imagine que você tem raízes que saem de seus pés ou da base de sua coluna e penetram o solo. Deixe que elas desçam, atravessando todos os espaços até chegarem ao solo fértil, de lá, seguem descendo e se expandindo. Sinta o pulsar da vida nas suas raízes, deixe que suas dificuldades, suas tristezas, seu nervosismo desça por suas raízes e entregue os para a terra, para que sejam transformados no centro do planeta, que é todo de lava derretida. Deixe que essas emoções sejam transformadas.

    Puxe um pouco dessa energia nutriz da Terra e também um pouco da de fogo, sinta-a viajando, passando pelas camadas de rocha, pela energia escura e confortável do solo, pelas fontes de água subterrâneas. Inspire esse fogo já bem abrandado, puxando-o para sua barriga, logo abaixo do umbigo, na área que é conhecida como hara ou tan-tien.

    Sinta-se enraizado, firme, sólido, como uma árvore bem plantada na terra.

    Agora volte sua atenção para os ramos que vão crescer a partir do sétimo chakra no topo de sua cabeça. Sinta que eles sobem mais e mais, atravessando o que for em direção ao centro do cosmos. Sobem além das nuvens, da atmosfera terrestre, vão em busca do fogo do céu, da energia solar, lunar, e estelar. Sinta essa imensidão cósmica, busque o centro da galáxia e puxe essa energia levemente dourada para baixo, pelos seus galhos, até que penetre em seu coração.

    Funda as duas energias, a da Terra com a do cosmos, misture-as, e deixe que a mistura preencha e energize seu corpo, inspire três vezes sentindo essa energização.

    O mundo superior, o inferior e o médio estão todos aqui, agora, dentro de você.

    Faça mais uma inspiração recolhendo a copa da árvore, e depois outra, recolhendo suas raízes de volta ao contêiner do seu corpo.

    Quando estiver pronto, abra seus olhos.

    Há outras técnicas, claro, por exemplo:

    Meditação da cor – descubra qual a cor que você vibra e que lhe identifica. Em geral são tons pastéis esses que nos trazem o bem estar. Imagine essa cor vibrando e tomando seu corpo, começando pelos pés e vá subindo devagar, fazendo seu corpo inteiro vibrar nessa mesma cor, até o último fio de cabelo. Meditação do eixo – esta técnica vem da dança moderna. Minha professora Nana Shineflug da Chicago Moving Company ensinava uma técnica para os bailarinos se prepararem para a dança, afinal bailarinos precisam estar mega centrados, pois consciência corporal é tudo no trabalho deles, não sei se ela sabia que a técnica tem usos mágicos, mas descobri que é um ótimo meio físico e muito imediato de alinhar todas as suas partes e seus corpos. Imagine no centro do seu corpo um eixo, como um bastão sólido que vai do topo da cabeça até os pés, passando pelo períneo. Sinta esse eixo. Agora sinta como se seu corpo inteiro "abraçasse", apertasse esse eixo.

    ESCUDOS - shielding

    O antropólogo americano Edward Hall estudou o comportamento das pessoas com relação ao espaço pessoal, a proximidade ou distância física que mantemos uns dos outros, desenvolvendo um conceito chamado de Proxemics. A distância íntima, de acordo com o estudo, seria de uns 45 cm, e é reservada a amigos próximos, amantes ou quando se está furioso e confrontando alguém. A distância genérica pessoal é de 45 cm até 1,20 m, a entre meros conhecidos começa em 1,20 m, e a distância pública social seria de 4 m, o que raramente experimentamos em situações urbanas e também de lazer – quem me dera estar a quatro metros do vizinho chato falando no cinema ou ter esse espaço todo só pra mim ao assistir um show.

    De uma forma ou de outra, sempre sabemos quando alguém invade nosso espaço pessoal, a gente imediatamente dá um passo para trás, se possível, ou começa a ficar aflito se não tem para onde correr.

    O que muita gente não se liga é que essa noção de separação física do outro tem também motivos espirituais, pois todos temos um campo energético que circunda o corpo na forma de uma esfera (na verdade é um pouco mais ovoide) e se chama comumente de Aura ou, no caso da magia cerimonial, de Esfera de Sensações. Ela permite controlar o que entra no meu campo e o que envio ou emito. Este campo forma todo nosso entorno, e é importante estar consciente da existência dele.

    Função

    Um escudo protetor é uma forma de estabelecermos fronteiras no nosso campo energético, para que nada indesejado penetre de fora, mas é importante lembrar que ele também isola o mundo exterior da nossa energia.

    Faz parte de nossas responsabilidades pessoais zelarmos por nossa proteção tanto física quanto emocional e energética.É melhor estar prevenido quando a inveja, a raiva ou intenções negativas são enviadas pra nós.

    O método mais básico (e físico!) de nos fecharmos contra energias externas é cerrando os punhos e cruzando os braços e/ou pernas. Se você está levando um papo sério com alguém e, no meio da conversa, a outra pessoa cruza os braços bem cruzados, pode esquecer, ela está fechada para suas ideias; comece tudo de novo com algum outro approach. Da mesma forma que é importante nos darmos conta quando subitamente nos fechamos. Essa cruzada de braço tampa e protege o chakra chamado de "plexo solar", que é por onde recebemos boa parte das energias do mundo, e também as críticas e julgamentos alheios que tanto nos afetam. Mas preste atenção quando, em qualquer ambiente, você, do nada, cruzar os braços. Seu corpo tem uma sabedoria muito própria e é muito sintonizado com energias externas mesmo quando nossa mente louca está só preocupada na manutenção do ego. Seu corpo está lhe avisando que há algo estranho ali e seu impulso instintivo foi de se proteger!

    Porém escudo demais é um problema. Nosso escudo acaba evitando que a gente se conecte com outras pessoas, então o que começo usando por questão de segurança pode acabar no exagero e prejudicando a mim mesma. Se você usa escudo o tempo todo, avalie a quantidade de energia gasta em mantê-lo ativo e em que medida está lhe isolando até mesmo das coisas legais.

    Ao longo dos anos podemos desenvolver comportamentos e posturas físicas que visam nos proteger, como nos encolhermos para não sermos notados ou ganharmos muito peso. Sim, também são formas de "escudo", mas, como adultos, é bom analisarmos nossos padrões de comportamento em busca de formas mais adequadas e saudáveis de nos ajudar na proteção pessoal.

    Essa membrana que vamos criar deve existir fora do nosso campo áurico. Nossas auras vão em média de 30 a 40 cm além do corpo físico e podem ser ainda muito maiores dependendo da circunstância. Se você estiver trabalhando com alta frequência, em estado receptivo, pós-meditação, depois de um banho de cachoeira, ou longos períodos na água, estabeleça o escudo a dois metros de distância da pele. Porém quando estamos assustados ou sofrendo por algum motivo, a aura diminui e mal ultrapassa o corpo físico, então use de bom senso e percepção para entender onde seu campo magnético está e a que distância deve formar o escudo.

    Um escudo bom é um escudo esférico, nos envolvendo em todas as direções.

    Bônus: alguns estilos de escudo funcionam como um glamour, nos destacando na multidão ou criando um espaço sagrado em situações de estresse, use-o como um círculo pessoal.

    Para apresentações artísticas nem sempre é legal fechar esse escudo, pois são momentos em que precisamos estar abertos para trocar com nossos colegas de palco e com o público. Antes de se apresentar, use técnicas de aterramento e centramento, mas evite o escudo.É mais difícil se deixar afetar pela emoção (quando queremos viver essa emoção) se estivermos dentro de uma bolha.

    Algumas ideias:

    Imaginar um zíper fechando nosso meridiano central, do osso púbico até o meio do queixo.Invocar o cone azul do arcanjo Miguel – maravilhoso para situações realmente graves, onde nossa adrenalina não está nem permitindo que a gente aterre ou se centre. Para mim, é equivalente a chamar a cavalaria.Usar de algum truque de camuflagem ou invisibilidade.Construir talismãs e amuletos – mas lembre-se que ao depender de objetos externos deixamos de exercitar nossa própria força e talento. Use com parcimônia.Visualizar (e portanto construir no etérico e astral) uma parede de tijolos, transparentes ou não, para isolar a energia de alguém muito próximo fisicamente, tipo vizinho de poltrona de ônibus e de avião, funciona também para afastar moscas. Acredite.

    Exercício rápido Bola de Energia:

    Centre-se, chacoalhe ou esfregue as mãos para ativar o chi, forme uma bola de energia entre as mãos, deixe-a flutuando à sua frente, faça a crescer, tome de volta com as mãos, deixando-a cair sobre sua cabeça, envolvendo todo seu corpo e seu campo.

    Rosa de proteção

    A rosa é uma flor de muita beleza, mas não é nada desprotegida. Famosa por seus espinhos – presentes inclusive nos contos de fada –, elas também são usadas na produção vinícola para proteger as videiras das pragas. Há produtores de uvas que cultivam roseiras nas pontas das fileiras de parreirais. A planta é atacada antes por pragas e insetos, servindo como 'aviso' para evitar danos às vinhas. Da mesma forma, é possível colocar uma rosa no nosso campo magnético como um anteparo para absorver energia negativa direcionada a nós.

    De onde vem esta necessidade de proteção? Podemos citar vários fatores que nos levam à necessidade de nos proteger:

    Energia de oposição oriunda de pessoas que não acreditam em Magia e querem nos provar que estão certas. Energia negativa de pessoas que têm inveja de nós por qualquer motivo. Energia negativa de pessoas que percebem o quanto o caminho mágico está fazendo bem à sua vida e se ressentem disso. Energia de oposição oriunda de pessoas de outras crenças que "sabem o que é melhor para nós". Pessoas de más intenções. Ações deliberadas de seguidores de outros caminhos mágicos contra nós. Ações deliberadas de outros praticantes de bruxaria.

    E como se proteger magicamente? Você pode começar criando seu escudo psíquico. Escudo psíquico é uma esfera de luz/energia que permanece constantemente ao nosso redor com a função de nos proteger contra energias negativas e intenções hostis.

    Existem regras básicas que regem a formação e manutenção do escudo psíquico, a saber:

    Uma aura saudável rebate por si só uma grande quantidade de energia negativa, assim a primeira regra para ter um bom escudo psíquico é cuidar de seu corpo e sua mente. Seu escudo se enfraquece se você estiver doente ou cansado.Um escudo psíquico funciona muito melhor protegendo quem o criou.Um escudo psíquico só funciona se você acredita nele, se você duvidar de seu escudo, nem que seja por um segundo sequer, é melhor fazer outro.Um escudo psíquico pode ser programado para deixar passar energias positivas enviadas para você, mas cuidado, algumas energias positivas também podem causar dano.Um escudo psíquico precisa ser alimentado de alguma forma.Em termos de escudo psíquico, o mais simples normalmente é o que melhor funciona.

    O Mais simples e fácil escudo psíquico que pode ser criado é visualizar ao seu redor uma esfera de luz/energia que cerca seu corpo 24 horas por dia e te protege. Você precisa saber constantemente que ele está lá e reforçá-lo sempre que possível. Logo de início, você precisará pensar nele conscientemente, depois de um tempo, ele estará tão entranhado em sua mente que sempre estará lá, mesmo quando você não pensar mais nele.

    Ao criá-lo especifique de onde ele deve tirar energia para se manter. A fonte de energia do escudo pode ser seu próprio corpo, luz, a Terra, etc. Vocêé quem determina sua aparência e isso deve ser feito no momento de criar o escudo.

    Antes de criar seu escudo escreva em um papel a frase que você vai usar em sua criação, o aspecto (cor, textura, etc) que dará ao escudo, sua fonte de alimento, o que ele deverá deixar passar, etc. Revise o que você escreveu várias vezes antes de passar à ação de criá-lo. Lembre-se, o escudo fará exatamente o que você disser, nem mais, nem menos.

    Para criar o escudo psíquico básico, feche seus olhos, respire, centre-se e comece a criar a esfera de luz/energia que te protegerá.

    Nos primeiros sete dias após a criação do escudo, permita-se reforçá-lo constantemente com frases do tipo, "meu escudo está ao meu redor e me protege contra tudo que possa me fazer mal", etc. Exercícios simples a serem feitos com o escudo psíquico:

    Expanda e encolha seu escudo.Faça com que seu escudo deixe você invisível.Faça com que seu escudo deixe você mais visível.Faça com que seu escudo atraia pessoas.Faça com que seu escudo repila pessoas.

    Este será seu escudo psíquico básico, que ficará com você 24 horas por dia.É interessante criar também um escudo reforçado para ocasiões especiais (o confronto com um inimigo, passar sozinho por um beco escuro, etc). Este reforço deve ser algo a ser acrescentado a seu escudo normal por um período de tempo. Por exemplo, se seu escudo for uma esfera de lua azul, veja se cristalizando, tornando-se feita de pedra ou ficando mais espessa e forte. Quando passar o perigo, volte seu escudo ao estado normal. Este processo deverá ser feito com uma frase e um gesto para reforçar e outra frase e outro gesto para retornar ao estado normal.

    Não basta proteger apenas nosso corpo, nossa casa também deverá ser alvo constante de ações de proteção. Para ter uma casa protegida magicamente deve-se tomar os seguintes cuidados:

    Evite o hábito de juntar coisas. Objetos não usados são grandes armazenadores de energia negativa.Jogue fora vidros, espelhos, pedras e cristais quebrados.Crie o hábito de doar roupas e sapatos que não servem mais ou que ficam sem uso por mais de um ano (com exceção de casacos de frio e trajes a rigor, é claro).Mantenha suas gavetas e armários arrumados, roupas desarrumadas armazenam energia negativa.Qualquer roupa que você use durante um evento complicado (um acidente, uma briga, uma visita a hospitais ou cemitérios) não deve ser colocada de volta de volta no armário, lave-a, mesmo que a roupa esteja limpa.Chame um consultor de Feng Shui para vistoriar sua casa (ou faça isso você mesmo com ajuda de um dos livros disponíveis no mercado) e procure seguir seus conselhos.Mantenha as tampas dos vasos sanitários abaixadas.Pendure prismas ou cristais acima das portas dos banheiros.Pendure um prisma na cozinha.Pendure sinos de vento nas janelas ( feitos de metal, nunca de bambu. Os de bambu não devem ser usados dentro de casa)Coloque uma representação de um peixe em cada banheiro.Não deixe sapatos embaixo da cama.Uma vez por mês faça o banimento/consagração dos elementos na casa toda.Uma vez por mês coloque uma pitada de sal grosso em cada canto de cada cômodo da casa, para absorver energias negativas residuais. Deixe o sal lá por uma noite e no dia seguinte recolha, coloque no vaso sanitário e dê descarga até o sal tenha descido por completo. (não se recomenda derramar sal na terra, ele vai prejudicar as plantas próximas).Se possível tenha em casa um vaso com a planta comigo-ninguém-pode.Evite receber em sua casa pessoas negativas.Resguarde seu quarto de dormir o máximo possível, evitando que qualquer pessoa entre nele.Não permita que sejam realizados em sua casa rituais de outras crenças, se não puder evitar, impeça pelo menos que passem por seu quarto.Mantenha um altar permanente em algum lugar de sua casa.Chame os elementais para ajudar a proteger sua casa e morar nela com você (sem causar danos, que fique bem entendido) e faça um altar para eles, oferecendo balas, biscoitos, pedrinhas coloridas, moedas douradas, gengibre, maçã.Coloque uma ferradura acima da porta com a parte aberta voltada para cima. A energia negativa vai entrar, dar a volta e sair sem permanecer na casa.Consiga 3 pregos de ferro grandes e coloque os em forma de triângulo na porta de entrada da casa, um deles no canto inferior esquerdo, um no canto inferior direito e outro acima da porta, bem no meio. Consagre este triângulo para te proteger contra assaltos e violência causada por pessoas.Compre um pote de cerâmica, pinte-o de branco e em uma noite de Lua Cheia consagre-o à Deusa. Encha o pote com terra fértil de um jardim e consagre à Mãe Terra para que esta terra absorva em si a energia negativa de qualquer pessoa que cruzar a soleira da porta. Coloque então o pote no canto que fica atrás da porta de entrada. Substitua a terra a cada seis meses, ou antes, se você achar necessário.Faça uma poção de purificação e proteção e coloque um pouco dela na água que será usada para limpar a casa.

    Você também deve criar um escudo psíquico para sua casa. O escudo para a casa segue o mesmo princípio do escudo pessoal. Ele será uma esfera que irá cercar totalmente a casa. Se você mora em um apartamento, crie o escudo em forma de esfera depois faça-o aderir às paredes externas de seu apartamento, de modo a não invadir os apartamentos vizinhos. O escudo da casa também deve ser alimentado. Existem várias formas de alimentá-lo, a saber:

    Deixar uma vasilha de libação onde serão depositados alimentos que fornecerão a energia para o escudo.Alimentá-lo com a energia vital combinada de todos os moradores.Alimentá-lo com uma parcela da eletricidade que percorre a fiação da casa.Alimentá-lo com energia solar e lunar (opção melhor para quem mora em casa).Alimentá-lo com a energia das plantas e árvores (também para quem mora em casa).Manter uma fonte de água ligada constantemente e alimentá-lo com a energia da água.

    Métodos De Proteção Avançada

    Os escudos de proteção avançada são métodos defensivos extremamente eficientes e poderosos, usados através da mentalização focalizada em um espaço ou perímetro específico e até mesmo sobre um objeto dinâmico ou uma pessoa.

    - Círculo Mágico

    O círculo mágico é o método protetivo mais conhecido na bruxaria, apesar disso, tal símbolo não serve apenas para proteger mas também para centralizar energia. Aqui vamos falar como usa-lo para proteção.

    Esse tipo de proteção é indicado para ritos, rituais e atividades mágicas em gerais. Ele deve ser mentalizado ao redor do seu usuário. Com início no norte, deve-se mentalizar o desenho do círculo em sentido horário, e depois do norte iniciar o traço da estrela de 5 pontas central, começando no norte e seguindo em diagonal a extrimidade direita, levando como referência o usuário. Simultaneamente a abertura do círculo, deve-se dizer:

    "Pela minha Energia eu abro esse círculo mágico, para me proteger de toda e qualquer energia que não for convidada, e que tente me perturbar, para o meu bem, que assim seja, e assim será"

    Atenção esse círculo é extremamente protetito e absorve muita energia do seu usuário, por isso é importantíssimo que seja fechado após não ser mais necessário.

    Para fechar o círculo mágico: em sentido anti-horário mentalize o círculo sendo desfeito a partir do norte, e depois a partir do norte mentalize a estrela sendo desfeita mas seguindo em diagonal para a extremidade esquerda. Faça isso e diga simultaneamente: " Pela minha energia eu fecho esse círculo mágico"

    - Círculo de Luz

    É o escudo psíquico mais poderoso, tem duração de aproximadamente 24 horas, e pode ser usado de inúmeras formas, isso vai depender para que ele será criado.

    Para criar um circulo de luz basta mentalizar a produção de uma espiral no ar em sentido horário a partir do centro. E dizer " Pela minha energia eu abro esse círculo de luz (e dizer a finalidade) ex: para me proteger de toda e qualquer energia ruim, espírito ruim ou entidade do mal, para meu bem, que assim seja e assim será".

    Ou para ser menos perceptível:

    "Pela minha energia eu abro esse Círculo de luz, Circulo de poder.

    Por um tempo, Torne-me imperceptível.

    Faça eu me movimentar

    sem ninguém perceber"

    - Proteção Cúbica

    Esse método é extremamente eficiente mais gasta muita energia do seu usuário, consiste em se mentalizar dentro de um cubo transparente. Ideal para ser usado em locais que estão sobre influência de entidades, os espíritos obsessores. Basta se mentalizar dentro de um e dizer " Cubo de poder, me proteja de tudo que puder prejudicar o meu viver"

    Ao concluir sua atividade se imagine quebrando o cubo e saindo de dentro dele.

    - Área de Segurança

    Esse método é bastante complexo, exige grande capacidade de mentalização e memória. Consiste em proteger uma região ou espaço específico, gasta muita energia. Para fazer uso basta pensar na parte que deseja proteger e em todos os detalhes dela como por exemplo o quarteirão onde você mora. Se imagine andando ao redor dele e diga" Pela minha energia nada de mal acontecerá aqui" repita até concluir o percurso.

    Esse método tem duração aproximada de 8 horas, ou mais dependendo do domínio psíquico do seu praticante.

    Referências:

    - Hall, Edward T. (October 1963)."A System for the Notation of Proxemic Behavior".

     

     

     

     

    Conheça o seu valor

    O Santo é Forte?

    Relacionamentos cármicos

    Gratidão

    BANHO DE CRAVO DA ÍNDIA

    Oração

    Rituais

    Poema Mágico

    Bruxaria e magia na história da humanidade

    O ANTIGO CULTO AOS ANCESTRAIS